terça-feira, 1 de setembro de 2009

SELO: PARA ESSE BLOG DO MEU CORAÇÃO,QUERIA DAR O MUNDO



Muito feliz agradeço, o carinho que vem junto com este selo, à amiga Maria José do blog: http://arcadoconhecimento.blogspot.com/


Regras:

1) Colocar o link de quem deu o selo;

2) Escolher 05 amigos (as) para repassar o selo;

3) Responde ao meme.
Respostas do Meme:

1.Tem algum (ou mais de um) blog que te ajudou a blogar quando iniciou: Não.

2. Foi sua fonte inspiradora... Temas vinculados à Psicologia, Arte, Cultura e Imagens que adoro pesquisar na internet.

3. Blogar é muito gratificante quando...: os temas abordados interessam aos leitores e podemos trocar reflexões, ampliando cada vez mais nosso universo interno

4.Quanto tempo você se dedica ao seu blog, que horário você gosta de blogar? Não tenho horário fixo. Embora, normalmente seja à noite após cumprir todas minhas atividades.

5. O mundo da blogosférica seria mais interessante "se": não tenho idéia sobre.

6. Seu coração blogueiro não se engana quando (referente a outro blog ou blogueiro): tenho por seleção blogs saudáveis, quanto ao conteúdo. Estes são produzidos por pessoas igualmente educadas e com uma visão de vida bonita.


Repasso este selo para:

Jeanne http://conscienciaevida.blogspot.com/
Jorge http://nectantaurus.blogspot.com/
Tereza http://bliss1000.blogspot.com/
Cida http://reikisahashara.blog.uol.com.br/
Lane http://elanerebello.blogspot.com/


3 comentários:

Jeanne disse...

Amiga, muito obrigada pelo selo, fiquei muito feliz com a lembrança, assim que der repassarei.
Gostei das tuas respostas, sensatas como sempre,rsrsrs...
Beijos

Claudinha ੴ disse...

Olá Adelia!
Fico feliz em ser uma destas pessoas que faz parte de seu blog. Parabéns pelo carinho que recebe!

Li seu outro post e gostaria de ter tempo e poder praticar mais a psicometria. Lá em OP eu passei por várias experiências com objetos num museu e depois descobri coisas em minha casa. Por exemplo, implicava com uma parede, descascava e minha mãe achou que eu estava com vermes e querendo comer terra. Não, eu queria abrir. Um dia, anos depois numa reforma, naquele lugar foi descoberta uma pulseira entre tijolos escondida pelo reboco! Eu ainda vou te contar mais experiências, quem sabe você me ensina mais sobre.
*Já lhe falei do grande espelho?

Beijos!

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Claudinha Querida, eu também me sinto privilegiada de ter alguém tão especial, como você, fazendo parte deste blog.
Sua experiência é muito interessante! As crianças, de um modo geral, possuem o canal de sensibilidade aberto que com a socialização vai sendo suplantado por normas, regras, deveres, etc. Algumas destas, em outra etapa de vida voltam a perceber sua sensibilidade aflorada com algumas situações que ocorrem. Provavelmente seu inconsciente te guiava naquele ponto da parede por sentir a pulseira lá dentro. Isto poderia estar ocorrendo mesmo que seu consciente ainda não decoficasse o fato. Mas, veja que com o tempo veio a confirmação de haver um motivo para descascar a parede ali. Quando quiser podemos falar mais sobre algumas experiências suas, incluindo esta do espelho que não tenho conhecimento ainda. Beijos.