quinta-feira, 3 de setembro de 2009

PSICOMETRIA ---- Sentindo Pessoas e Ambientes

Two women in coffee shop, talking © ant236 #14650495



Tenho amizades que conservo desde minha infância.

Uma delas, amiga minha da época do colégio. Já casada e com filhos na atualidade.

Costumávamos nos vermos com frequência. Conversávamos bastante e trocávamos experiências de vida: desde um programa televisivo, livro, sobre meu trabalho clínico, família, casamento, etc.

Quando podia, saíamos juntas.

Em um destes momentos, me convidou durante uma tarde para ir com ela
até a administradora, do prédio onde morava, para pagar o aluguel.

Era a primeira vez em que eu a acompanhava até lá. Subimos até o andar onde deveria fazer o pagamento. Posteriormente, saimos pelo corredor que levava até o elevador.
Enquanto aguardávamos o mesmo chegar, me veio uma informação mental muito rapidamente: seu marido estava tendo uma relação extra-conjugal.

Senti-me aturdida, voltando-lhe a atenção quando ela me chama para entrar no elevador.
Voltamos para seu apartamento, onde continuamos conversando.

A partir deste momento, sabia que ela ainda não tinha conhecimento e me preparava para ajudá-la quando o fato viesse à tona. Passados alguns meses, a situação chegou ao seu conhecimento. Ela ficou transtornada por um período extenso,
até que ele terminasse tal relação.

Estive todo este tempo dando-lhe apoio e recomendei-lhe uma terapeuta
para seu processo de reconstrução interna.

Como ela sabia do meu "sentir", lembrou-se em me perguntar se eu havia "sentido" algo sobre seu marido. Pergunta, a qual respondi com minha afirmativa. Pergunta-me quando e lhe respondo que havia sido naquele dia.

Então, pude lhe perguntar se ela sabia porque exatamente naquele local eu havia "sentido".
Ela me diz ter tomado conhecimento que, seu marido encontrava sua amante em algumas tardes e aproveitava para pagar o aluguel levando-a junto.

Enquanto ela me relata como o caso havia iniciado e como transcorria, eu vejo mentalmente a moça: fisicamente e traços de personalidade, além de seu andar e trejeitos. Ao que ela me confirma.

Apesar de sentir que ele estava totalmente envolvido, eu "sabia" que ele não abriria mão de seu casamento e faria de tudo para reaver a situação, apesar de muito sofrida para minha amiga.



Conclusão:

Assim, para mim ficava claro que através do local eu havia entrado em contato com a relação extra-conjugal em ocorrência (Psicometria).

Através de minha amiga, eu "via" mentalmente a moça em questão (Telepatia).

Sendo que algumas características "vistas" mentalmente por mim, vieram a ser confirmadas apenas posteriormente, por minha amiga (Clarividência).





Adelia Ester Maame Zimeo

7 comentários:

Jeanne disse...

estou adorando estes relatos.
Eu só não tenho a psicometria, tenho alguma clarividência e MUITA telepatia, sempre sei quem vai ligar, o que as pessoas vão dizer, e até capto alguns pensamentos!
É muito louco isto, só quem sente sabe entender.
Mas ainda bem que fiz o curso de desenvolvimento mediúnico e estudei/estudo muito sobre o assunto.
Beijos

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Realmente, Jeanne, só quem sente consegue realmente avaliar como todo este processo ocorre internamente. Por isso, creio ser muito importante esta troca de vivências, além de estudo que venha a esclarecer melhor e auxiliar no posicionamento pessoal.
Grata por sua contribuição com seus comentários aqui! Beijo.

JR disse...

Adélia ,eu tenho alguns fatos semelhantes ,mas não é só no local ,as vezes quando pego foto ou um objeto da pessoa,e quanto mais antigo for o objeto parece que mais dá certo.
E se vou em uma casa ,vejo como um filme o que ali aconteceu as vezes com pessoas que moraram anos antes ali ou até outras cosntruções que tiveram no local.
Eu só não sabia que isso se chamava psicometria ,achava que era pela mediunidade.
Obrigada pela troca informativa.
Abraços

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

JR, a psicometria é uma modalidade da mediunidade e/ou sensitividade. Ocorre, também com objetos, fotos, escrita, etc. A Psicometria, envolve a clarividência, a telepatia, a premonição (precognição), a retrocognição (ir para o passado). Agradeço seu comentário, pois auxilia muito na troca de vivências. Abraço.

Anônimo disse...

PO amei os textos. Se tiverem alguma visão ao meu respeito, entrem em contato!(PHeuliz)

GEEL - Grupo Espírita Esperança e Luz disse...

Tenho muita intuição também, mas na maioria das vezes com pessoas que conheço, tenho certeza de que coisas acontecerão ou simplesmente sinto ou ouço ou até mesmo tenho visões às quais tenho muito cuidado ao interpretá-las . Em geral são sempre coisas boas graças à Deus. Isto é um exrcício que aprendi através da minha mediunidade.
Ótimos comentários.
Beijocas.

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Faz muito bem em ser ponderada e cuidadosa quanto à interpretação do que sente. Podendo confirmar cada sentir, te auxilia muito em ir aprendendo a compreender os sinais recebidos. Grata pelo seu comentário deixado aqui! Beijos.