domingo, 29 de novembro de 2009

Sonhos Premonitórios / Vivência Premonitória Atual



"Sonhos premonitórios são aqueles cujos fatos vistos ou vivenciados durante o sonho realizam-se no plano material, e ocorrem normalmente de três formas diferentes como veremos a seguir.

Quando durante o sono, o espírito estando desprendido do corpo físico, e participando da vida no plano espiritual, ele tem uma visão muito mais ampla das realidades e das leis que regem a vida e o universo. Nesse estado ele pode com maior facilidade perceber a forma como se desenrola determinados fatos de sua vida ou de outrem, e assim antever o desfecho lógico para aquela situação. Assim se dá uma boa parte das premonições em sonhos.

Uma outra forma de sonho premonitório é quando estando no plano espiritual, o espírito recebe de um ou mais espíritos evoluídos, informações sobre fatos que ainda estão para ocorrer e ao acordarem trazem a lembrança de tais informações.

Nesses dois tipos de experiências ao acordar tem-se na grande maioria das vezes a impressão de ter vivido aquelas situações, o que não é verdadeiro. Tem-se essa impressão porque a linguagem usada para comunicar-se entre um espírito e outro não é a palavra articulada e sonora emitida pelo aparelho fonador de um corpo físico e sim uma linguagem telepática onde se passa uma idéia formada ou imagens que se queira transmitir ao outro espírito.

A terceira maneira desse tipo de sonho é mais rara de ocorrer por se tratar de uma forma mais precisa e rica em detalhes, e às vezes, até com precisão de datas, horas e locais, são verdadeiras visões proféticas, de fatos que irão acontecer em um espaço de tempo que pode variar de algumas horas até vários séculos de antecedência. Nesse tipo de sonho o espírito daquele que sonha é transportado ao local e hora exata no futuro onde os fatos irão acontecer e assiste o desenrolar das cenas reais e irão recordar dessas imagens com riqueza de detalhes quando despertarem.

É importante lembrar que o sonho não é a única forma de premonição que existe e também não é o mais comum. O transe mediúnico de clarividência e clariaudiência são muito mais frequentes que os sonhos".



Autoria:
Ronaldo Cardim

Imag
em:
www.greatdogsite.com/.../Toy_Poodle/?index=
7



:::::::::::::::


Vivência Premonitória Atual:


Na noite desta sexta-feira, durante o sono, tenho um sonho em que vejo um poodle pequeno atacando minha cachorra (preta: mistura de yorkshire e poodle). Tenho a impressão que seu olho esquerdo é ferido e está fica com aspecto embaçado. Acordo com esta sensação muito nítida e com um impacto interno forte.

Costumo levá-la a passear, algumas vezes ao dia.

Assim, como de costume, sábado de manhã lá vou eu e ela ao passeio.

Não havia cachorro nenhum à vista. Quando isto ocorre, costumo desviar ou perguntar se é macho. Quando é sexo oposto não costuma haver briga.
Eles se cheiram, banam seus rabinhos e ficam alegres.

Depois de passear pela avenida, pelas esquinas, faço o retorno em uma esquina. Nela observo do outro lado da rua, uma poodle branca sentada na calçada. Olha-me fixamente e mais do que imediatamente, corre na direção de minha cachorra. Começa a briga. Naquele momento, me vem o sonho que tive.Tento apartá-las, mas em vão. O dono dela, está dentro da loja, mas nada dele auxiliar. Nisto um rapaz passa e segura a coleira da minha, quando consigo finalmente pegar a poodle e levá-la para dentro da loja.
"Sugiro" enfaticamente, então, ao dono que não a deixe mais solta pela calçada.

Assim, eu exausta e com os braços cheios com vergões vermelhos,
vou averiguar o estado de minha cachorrinha.

Em seu corpo não havia machucado grave,
mas seu olho esquerdo aparentava estar com um risco na córnea.

Levo-a imediatamente à Veterinária.
Ela coloca um corante em seu olho esquerdo para poder avaliá-lo.

Felizmente, nada sério encontrado.
Seu olho passado, um período deste corante, fica embaçado como eu havia visto no sonho. Algo, que vai saindo gradativamente, pois é o efeito do corante.

Assim, durante o sono, tive um sonho premonitório (por imagens).
Um sinal do que estava por acontecer, logo, no manhã seguinte.

Sempre percebo a ajuda que ocorre em situações de emergência.
O rapaz (devia ter seus 18 anos) que veio ao meu encontro e me auxilia. E fica até o final do incidente. Antes de ir embora, me pergunta se preciso de algo, ao me ver avaliando o estado de minha cachorra. Agradeço-o muito pelo seu ato e digo-lhe que pode ir. Enquanto, o homem responsável pela poodle, apenas ri e nada faz. Totalmente alheio ao fato. Quanto a este não nutro nenhum sentimento, pois é um ser muito alienado.

Na vida, sempre teremos auxílio que vem de quem e de onde menos se espera.
A este devemos ser gratos, pois sinto-os como enviados divinos a nos auxiliarem, em contrapartida aos que nada fazem.

A Vida é sempre muito generosa.
Ela nos envia sinais de toda natureza para nos alertar, quanto ao que está ocorrendo ou está por ocorrer. E dentro da ocorrência, nos promove auxílio.
Por tudo isto, sempre reverencio a Vida com profunda gratidão!


Adelia Ester Maame Zimeo




Um comentário:

Maria José disse...

Adélia. Tem uma declaração de afeto para você em meu blog. Beijos.