sexta-feira, 6 de novembro de 2009

"ALMAS AFINS"


















"Em que língua falam as almas afins?
Que sons ouve em suas vozes de silêncio?
Não falam por palavras.
Almas afins se entendem pelos sentidos,
pela percepção do não dito.
Há um fio tênue e profundo que liga suas emoções,
são registros codificados no abstrato
e decodificados na concretude dos sentimentos.
É cordão umbilical sem cortes.
É árvore florescendo sem poda.
Um inequívoco encontro de raios, que embora distantes,
refletem fragmentos em todas as direções.
Independe da presença,
é força cósmica.
É elo imaginário que a tudo percebe na ausência.
Não é preciso muito para se entender as várias nuances
das almas compatíveis e entrelaçadas.
São metais da mesma têmpera,
aço da mesma forja,
água do mesmo poço,
vinho da mesma safra.
Almas afins apenas se reconhecem.
Quem há de compreender suas poucas palavras?
Quem há de perceber tal transcendência?
Quem poderá entender seus antagonismos e aforismos?
Quem ama assim de igual grandiosidade...
Sendo esta, a excelência de sua natureza."



Márcia Zenkye
http://www.marciazenkye.com/visualizar.php?idt=263948

20 comentários:

Norma Villares disse...

Adelia, grata pelas palavras tão belas.
Mas seu blog é a mesma coisa, sempre criativo e instrutivo.

Sincronicidade, é um tema que me fascina, sabia?
Afinidades brota na alma e vai crescendo de uma forma tão bela e tão profunda.
Coisas que só o coração pode explicar.
Bom fim de semana.
Um grande abraço

Kelly disse...

Que texto maravilhoso

Jorge disse...

Lia,

Alma afim é!
Pois não se pensa, se sente!!!

Um beijo, no teu maravilhoso coração,
Jorge

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Jorge, concordo contigo. Beijos. Meu afeto.

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Norminha, sinto muita afinidade contigo, com seu blog. Obrigada por sua presença tão sublime! Ótimo fim de semana! Beijo.

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Kelly, grata pela visita! Beijos.

Jeanne disse...

Adélia, a gente sempre comenta na casa espirita que bom seria estarmos sempre com as pessoas com as quais temos mais sintonia, enquanto que o desafio é aprender a conviver com as outras, o que é bem difícil...
Beijos

Jorge disse...

Lia!!!
Mais dois selos, com carinho, prá você!!!
Venha pegar, tá bom?

Beijo,

Jorge

Padma Shanti disse...

Oi querida, tem selinhos pra vc em meu blog, beijos no coração,
namaste!

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Jeanne, esta é uma realidade. É uma das formas que Vida encontra para nos auxiliar, a trabalharmos mais outros lados nossos. E assim vamos nos aprimorando, cada vez mais. Beijo.

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Queridos Amigos, Jorge e Padma, agradeço o carinho! Beijos.

Maria José disse...

Adélia. Graças a Deus, pude saber e sentir o que significa almas gêmeas. Para você entender o que estou dizendo, abaixo um poema que fiz para minha filha:

Alma gêmea de minhalma,
que pela bondade de Deus
me foi confiada para
criar, educar, servir, amar.
Oh! Meu bom Deus,
quão agradecida sou por
ter-me concedido este privilégio,
o merecimento de ter Marcela
em minha vida.

Alma gêmea de minhalma,
que aqui chegou, me encantou,
me fortaleceu, encheu meu coração,
e me tornou mãe.

Comigo partilhou
dores e alegrias,
conquistas e derrotas,
sonhos para a nossa vida.

Alma gêmea de minhalma,
sempre solidária, gentil, meiga,
educada, tolerante, conciliadora,
a distribuir sorrisos e palavras de amor.

Vinda pelas bênçãos Divinas,
veio inundar minha vida de
esplendor e felicidade.

Você se foi num doce e suave sono,
deixando sua marca
nos sentimentos de amor e carinho
em meu coração.

Aqui fiquei sem você,
chorando quando a saudade aperta,
quando a dor chega forte e mina minhas forças,
quando a garganta dá um nó e sufoca,
choro pela saudade que insiste em ficar.

A distância por ora nos separa,
mas estaremos sempre juntas em pensamento,
pois o nosso amor está acima de qualquer distância,
por maior que seja.

Outras vidas nos aguardam, filha.
Agora, peço a Deus
força para eu continuar, e
felicidade e alegria na sua caminhada
na vida eterna.

Alma gêmea de minhalma,
princesa da minha vida,
ruivinha do meu coração,
meu raio de sol,
meu maior tesouro,
meu eterno amor.
Mamãe

Beijos, amiga e parabéns pelo post.

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Maria José, minha Querida Amiga, você sente plenamente o significado maior da afinidade de almas. Este poema ecoou de sua alma na direção da alma de sua amada filha. Lindíssimo! Grata por compartilhá-lo comigo! Beijo Carinhoso.

PSICO? LÓGICO! disse...

Parabéns Adelia pelo seu blog. Navegando cheguei aqui e estou grata ao universo por isso. Tenho certeza que iremos trocar muitos assunto e energias boas por aqui.
Um abraço fraterno

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Psico, que bom receber mais uma amiga por aqui! Seja muito bem-vinda sempre! Grata pelo seu comentário e volte sempre que puder. Beijos.

Lud disse...

Lindo texto! Adorei o seu blog. É a primeira vez de entro, mas agora estarei por aqui sempre!

Fabi Paranhos disse...

Gente!!!
Que texto belo e sensível!
Adorei!
Já estou na tua cola rs
Beijo

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Lud, grata pelo comentário! Venha sempre que puder! Ficarei feliz com suas visitas. Beijos.

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Fabi, que bom ter gostado! Apareça sempre que for possível! Seja bem-vinda! Beijos.

dani_leao7 disse...

Texto lindo, Adélia!!

Vou ter de roubá-lo!!
Beijokas!!!