quarta-feira, 4 de maio de 2011

Intuição



"O vínculo com nossa própria intuição propicia uma confiante dependência que resiste a tudo.


A intuição tem garras que abrem as coisas e as sujeitam;
ela tem olhos que enxergam através dos escudos da
persona;

ela tem ouvidos que ouvem sons fora da capacidade de audição do ser humano.

Com alimentar a intuição para que ela seja bem nutrida e responda aos nossos pedidos de que esquadrinhe as cercanias? Nós a alimentamos de vida -
ela se alimenta de vida quando nós prestamos atenção a ela.

DE QUE VALE UMA VOZ SEM UM OUVIDO QUE A RECEBA?
Nós fortalecemos nosso laços com a vida intuitiva quando prestamos atenção à voz interior a cada curva da estrada; 'Devo ir para esse lado ou para o outro? Devo ficar ou partir? Devo resisitir ou ser flexível? Devo fugir ou correr na sua direção?'

Não há benção maior que uma mãe possa dar a filha do que uma confiança na veracidade da sua própria intuição. É transmitida de pai para filho, definida como a verdadeira fala da alma."



Autoria: Clarissa Pinkola Estés -
Livro: "Mulheres que correm com os lobos"

Imagem:
digitalphoto.pl



2 comentários:

Claúdia Luz disse...

Bom dia !!

Intuição entende-la é o maior desafio.

Um dia cheio de muita LUZ !! Mil beijos !!

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Realmente, Cláudia, é um grande desafio entender a Intuição, aceitá-la como parte da vida e administrá-la adequadamente. Beijos.